01 de Março de 2024.

  • ico-capa-01-facebook.png
  • ico-capa-01-twitter.png
  • ico-capa-01-whatsapp.png

Presidência Sábado, 17 de Junho de 2023, 20:12 - A | A

Sábado, 17 de Junho de 2023, 20h:12 - A | A

JUSTIÇA SOCIAL

A partir de segunda (19) os beneficiários do Bolsa Família receberão com aumento; R$ 705,40 em média por família

Programa Bolsa Família alcança maior benefício médio da história

Edina Araújo/VGN

O Programa Bolsa Família atingiu um marco histórico ao proporcionar o maior benefício médio já registrado em sua trajetória. A partir desta segunda-feira (19.06), os beneficiários receberão em média R$ 705,40 por família, o que representa um avanço significativo na assistência às camadas mais vulneráveis da população. Essa medida visa garantir maior igualdade de oportunidades e combater a desigualdade social no país.

O programa, que contempla 21,2 milhões de famílias em junho, também alcançou um recorde no valor total investido pelo Governo Federal, ultrapassando os R$ 14,97 bilhões. Essa injeção de recursos adicionais assegura que cerca de 9,8 milhões de famílias recebam mais auxílio neste mês em comparação com maio.

Ao garantir um aumento significativo no benefício médio, o programa proporciona um alívio financeiro às famílias mais necessitadas, permitindo-lhes adquirir alimentos e suprir outras necessidades básicas. Além disso, o dinheiro injetado na economia, principalmente em regiões mais desfavorecidas, tem um impacto direto no desenvolvimento local e na melhoria das condições de vida.

O ministro do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias, reforçou o compromisso do governo em promover a inclusão social e garantir o acesso diário à alimentação. Ele ressaltou o trabalho conjunto entre Ministérios, Estados, Municípios e a sociedade para tornar esse sonho uma realidade palpável, assim como foi feito em 2014.

Dias enfatizou que o Busca Ativa é uma ferramenta poderosa para alcançar as pessoas que mais precisam, por meio da robusta rede do Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Ele salientou que, a partir deste mês, cada família receberá em média R$ 705,40, o maior valor já registrado na história do programa.

Com um montante de cerca de R$ 14,97 bilhões, as famílias mais pobres, totalizando 21,2 milhões, poderão adquirir alimentos e suprir outras necessidades, o que contribuirá para a circulação do dinheiro na economia local.

Ao analisar os valores por região, constatou-se que a região Norte é a que possui o maior benefício médio, com R$ 740,37 por família atendida pelo programa. Em seguida, vêm o Centro-Oeste, com benefício médio de R$ 721,16, e o Sul, com R$ 711,28. No Sudeste, as famílias beneficiadas recebem em média R$ 700,26, enquanto no Nordeste o valor é de R$ 696,76.

A conquista desses valores históricos iniciou com o compromisso do Governo Federal de garantir que nenhuma família recebesse menos de R$ 600. A partir dessa premissa, estabeleceu-se que cada membro da família, independentemente da idade, teria direito ao Benefício Renda de Cidadania, no valor de R$ 142. Além disso, a renda per capita também foi elevada para R$ 600 neste mês de junho.

Dependendo da composição familiar, é concedido o Benefício Complementar para alcançar o valor mínimo de R$ 600. Adicionalmente, foram aplicados benefícios extras para crianças de zero a seis anos (Benefício Primeira Infância), no valor de R$ 150 cada. A partir deste mês, também passa a vigorar o Benefício Variável Familiar de R$ 50 para gestantes, crianças e adolescentes de 7 a 18 anos.

Leia tambémMinha Casa, Minha Vida deve contratar 210 mil unidades; famílias com renda mensal de R$ 12 mil podem ser inseridas

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

Comente esta notícia

icon facebook icon twitter icon instagram icon whatsapp

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 02 - JD. IMPERADOR VÁRZEA GRANDE / MT

(65) 3029-5760 | (65) 99957-5760