01 de Março de 2024.

  • ico-capa-01-facebook.png
  • ico-capa-01-twitter.png
  • ico-capa-01-whatsapp.png

Geral Segunda-feira, 04 de Setembro de 2023, 15:14 - A | A

Segunda-feira, 04 de Setembro de 2023, 15h:14 - A | A

Pix Automático

Banco Central prevê uso de Pix em pedágios e transporte público para 2024; transação offline também está nos planos

Pix sem usar internet também está nos planos do Banco Central

O Banco Central divulgou nesta segunda-feira (04.09) relatório do Pix que prevê a implementação do sistema de pagamento “automático” sem precisar estar conectado à internet. Além disso, o documento traz projeções para o futuro como a utilização do Pix para pagar pedágios rodoviários, estacionamentos e bilhetes de transporte público.

Conforme o relatório, até dezembro de 2022, 11,9 milhões de pessoas jurídicas já haviam feito ou recebido pelo menos um Pix, o que equivale a aproximadamente 67% das instituições com relacionamento bancário.

As empresas que mais utilizaram o Pix para recebimento de valores, segundo sua classificação na divisão CNAE,24 são provenientes principalmente do comércio varejista e, em menor escala, dos serviços de escritório e apoio administrativo, atividades profissionais, científicas e técnicas não especificadas, alimentação e atividades auxiliares de serviços financeiros e afins, como seguros e previdência complementar. As empresas que mais realizaram pagamentos por meio do Pix são majoritariamente provenientes do setor de comércio varejista, o que demonstra que essa atividade é a que mais vem utilizando o Pix para seus pagamentos e recebimentos.

Sobre inovações do Pix, o Banco Central prevê a implantação do Pix Automático em que permitirá a realização de pagamentos recorrentes de forma automática, mediante autorização prévia do usuário pagador, sem a necessidade de que o usuário autentique a transação a cada mês.

“Essa funcionalidade, trará maior facilidade para a realização de pagamentos recorrentes, eliminando a necessidade de o usuário pagador ter que agendar e/ou efetuar o pagamento a cada transação individualmente, minimizando, assim, o risco de que o pagamento não seja realizado por esquecimento do pagador, e que este incorra em custos com multas e juros pelo atraso”, diz documento.

A instituição espera que novo modelo de Pix seja utilizado por empresas concessionárias de serviço público e por empresas que ofertem produtos ou serviços que demandem pagamentos recorrentes, como instituições de ensino, academias, clubes de assinatura (on-line e offline), serviços de streaming, planos de saúde, seguros, administradores de condomínios, clubes, portais de notícia, operações de crédito, entre outros.

“Apesar de as especificações e o desenvolvimento desse novo produto estarem previstos para acontecer ao longo de 2023, estima-se que o seu lançamento ocorrerá em 2024”, sic relatório.

Leia Também - Prefeito de VG anuncia suspensão das obras do BRT na Couto Magalhães para avaliar alternativas

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

Comente esta notícia

icon facebook icon twitter icon instagram icon whatsapp

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 02 - JD. IMPERADOR VÁRZEA GRANDE / MT

(65) 3029-5760 | (65) 99957-5760