24 de Junho de 2024.

  • ico-capa-01-facebook.png
  • ico-capa-01-twitter.png
  • ico-capa-01-whatsapp.png

Ministérios Segunda-feira, 22 de Maio de 2023, 17:40 - A | A

Segunda-feira, 22 de Maio de 2023, 17h:40 - A | A

BID

Fávaro anuncia investimento de 400 milhões dólares no Pantanal

O evento foi realizado pelo Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) nesta segunda-feira (22.05)

Redação/Fatos de Brasília

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Carlo Fávaro, anunciou durante a abertura do II Congresso Nacional do Meio Ambiente dos Tribunais de Contas: Desenvolvimento e Sustentabilidade, que o Pantanal receberá investimentos de U$ 400 milhões oriundos do programa Bid Pantanal. O evento foi realizado pelo Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) nesta segunda-feira (22.05).

O programa foi idealizado em 1995 pelo ex-governador do Estado, Dante de Oliveira, mas nunca foi colocado em prática. A proposta é que os investimentos sejam divididos entre Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, contemplando diferentes áreas, como saneamento básico, implantação de aterros sanitários e abertura de estradas.

“Se não foi há vinte anos que o projeto se tornava uma realidade, chega agora ao Ministério da Agricultura um ministro mato-grossense e encontra lá uma linha de crédito aprovada pelo BID para boas práticas da agropecuária brasileira. Vamos fazer deste um grande programa para o nosso estado”, disse Fávaro.

O presidente da Comissão Permanente de Meio Ambiente e Sustentabilidade do TCE e coordenador do Congresso, conselheiro Sérgio Ricardo, destacou a importância do projeto. “O Congresso está cheio de boas notícias. Muitas coisas que pareciam impossíveis passaram a ser possíveis. Esta questão do BID foi muito discutida e infelizmente o projeto se foi, mas hoje se torna realidade novamente. Esta é uma grande vitória.”

O BID Pantanal visa promover ações e projetos que contribuam para a conservação da biodiversidade, o uso sustentável dos recursos naturais e o fortalecimento da economia local. Por meio dele, busca-se também melhorar a governança e a capacidade institucional na região, considerada uma das áreas úmidas mais importantes do mundo.

Diante disso, o ministro lembrou que agora o projeto será validado junto à sociedade. “Agora vamos revisar este projeto rapidamente. O projeto está pronto, já existe, mas precisa de algumas adaptações, porque o tempo andou, são vinte anos. Precisamos aprimorá-lo para ser lançado o mais rápido possível e possamos, mais uma vez, contribuirmos com este ecossistema”, concluiu.

 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Carlos Fávaro (@carloshbfavaro)

Leia mais - Juiz manda soltar sobrinho de vereadora de VG e outros três suspeitos de desviarem medicamentos

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

Comente esta notícia

icon facebook icon twitter icon instagram icon whatsapp

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 02 - JD. IMPERADOR VÁRZEA GRANDE / MT

(65) 3029-5760 | (65) 99957-5760