21 de Julho de 2024.

  • ico-capa-01-facebook.png
  • ico-capa-01-twitter.png
  • ico-capa-01-whatsapp.png

Presidência Segunda-feira, 24 de Abril de 2023, 15:12 - A | A

Segunda-feira, 24 de Abril de 2023, 15h:12 - A | A

a-29 super tucano

Embraer assina acordo para produzir avião militar em Portugal

Avião de ataque leve foi desenvolvido para atender aos requisitos operacionais da Otan

Giovanna Bitencourt/Fatos de Brasília

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou na manhã desta segunda-feira (24.04), de um evento em Lisboa, Portugal, onde a Embraer assinou um memorando de entendimento com diversas empresas aeroespaciais portuguesas para o desenvolvimento da Base Tecnológica e Industrial de Defesa de Portugal e fabricação da aeronave Super Tucano, destinada a combate aéreo. Trata-se de um avião de ataque leve, para atender aos requisitos operacionais da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), a aliança militar ocidental.

A cooperação será entre a Embraer e as empresas aeroespaciais Centro de Engenharia e Desenvolvimento de Produto (CEiiA), Empordef Tecnologias de Informação, S.A. (ETI), GMVIS Skysoft, S.A. (GMV) e a OGMA S.A.

O objetivo é atender às necessidades de nações da Europa. A empresa quer se aproveitar do aumento dos gastos de defesa desses países por medo da Rússia, após a invasão à Ucrânia.

O A-29 Super Tucano pode ser usado para ataque leve, vigilância e interceptação aérea e contra-insurgência. Além disso, consegue operar a partir de pistas remotas e não pavimentadas em bases operacionais avançadas com pouco apoio logístico, de acordo com a Embraer.

O preço estimado inicial do avião é de US$ 10 milhões (R$ 50 milhões), mas o valor pode subir conforme as configurações. O avião tem velocidade máxima de 590 km por hora e pode alcançar uma altitude de 35 mil pés, e além das funções de combate, a aeronave é amplamente utilizada como treinador avançado, devido à sua capacidade de simular missões de combate.

Lula também participou, nesta manhã, de um fórum empresarial realizado no CEiiA, localizado em Matosinhos, região da cidade do Porto. A instituição também colaborou com a Embraer no projeto do avião cargueiro KC-390 e mantém parcerias com diversas empresas e entidades brasileiras ligadas à tecnologia e inovação no Brasil.

Os investimentos realizados pela Embraer em Portugal, na OGMA e em duas fábricas no Parque Industrial de Évora, alcançam US$ 500 milhões. Um contrato entre a Embraer e o governo português prevê a entrega de cinco aeronaves KC-390 à Força Aérea Portuguesa. Uma por ano, a partir de 2023, pelo valor de 872 milhões de euros.

“Voei com o primeiro-ministro de Portugal, António Costa, no KC-390, cargueiro da Força Aérea portuguesa, produzido em parceria entre a OGMA e a brasileira Embraer. Exemplo de parceria industrial entre nossos países”, escreveu Lula, em publicação nas redes sociais.

Além disso, Brasil e Portugal também assinaram nesta segunda (24) um acordo que contempla temas como cooperação econômica nos mercados dos países da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), desenvolvimento e internacionalização de startups e promoção de pequenas e médias empresas.

O memorando foi assinado pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações do Brasil (Apex-Brasil) e pela Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (Aicep). Conforme o Governo Federal, o acordo visa promover a cooperação diante dos princípios do benefício, além da igualdade e do respeito mútuo de soberania plena, de acordo com leis e regulamentos vigentes.

Leia mais - China planeja utilizar impressão 3D para construir edifícios na lua

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

Comente esta notícia

icon facebook icon twitter icon instagram icon whatsapp

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 02 - JD. IMPERADOR VÁRZEA GRANDE / MT

(65) 3029-5760 | (65) 99957-5760