21 de Fevereiro de 2024.

  • ico-capa-01-facebook.png
  • ico-capa-01-twitter.png
  • ico-capa-01-whatsapp.png

Senado Quarta-feira, 14 de Junho de 2023, 11:58 - A | A

Quarta-feira, 14 de Junho de 2023, 11h:58 - A | A

APURAÇÃO

Conselho de Ética abre processo contra senador flagrado com dinheiro na cueca

Conselho de Ética abre processo contra Chico Rodrigues e outro quatro senadores

Lucione Nazareth/Fatos de Brasília

O Conselho de Ética do Senado abriu nesta quarta-feira (14.06) procedimentos disciplinares contra os senadores Chico Rodrigues (PSB-RR), Cid Gomes (PDT-CE), Jorge Kajuru (PSB-GO), Randolfe Rodrigues (sem partido-AP) e Styvenson Valentim (Podemos-RN).

Em 2020, os partidos Cidadania e Rede Sustentabilidade entraram com representação contra o senador Chico Rodrigues pelo fato do parlamentar ser flagrado pela Polícia Federal, em outubro de 2020, tentando esconder R$ 33.150 mil na cueca durante a Operação Desvid-19 que investigou desvios no combate à pandemia em Roraima e cumpriu mandato de busca e apreensão na casa do parlamentar.

Na época, Rodrigues pediu licença de 121 dias no Senado, e posteriormente encaminhou uma carta aos colegas com explicações sobre o ocorrido. No documento, Rodrigues negou as irregularidades e diz que agiu dominado “pelo pânico e pelo medo”.

“Confesso que, num dado momento, em meio ao transtorno, fiquei mesmo em dúvida se se tratava de uma operação policial ou de ação de uma quadrilha especializada. Estava dominado pelo pânico e pelo medo. Por aquele momento de desespero, quero pedir desculpas a todos se não consegui manter o comportamento de equilíbrio mais adequado. Poderia ter tido uma reação psicológica melhor? Certamente”, disse o senador na carta.

O processo aberto no Conselho de Ética do Senado contra Chico Rodrigues terá como relator o senador Renan Calheiros (MDB-AL).

Outros investigados

O senador Cid Gomes será investigado por denúncia apresentado pelo deputado federal Arthur Lira (PP-AL). O presidente da Câmara dos Deputados acusa Cid Gomes de atentar contra sua honra em uma comparação ao ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha.

“Eduardo Cunha original está preso, mas está solto o líder do PP que se chama Arthur Lira, que é um achacador, uma pessoa que no seu dia a dia, a sua prática é toda voltada para a chantagem, para a criação de dificuldades para encontrar propostas de solução”, disse Gomes em 2019.

Jorge Kajuru será alvo de dois procedimentos: o primeiro por supostamente divulgar informações falsas sobre parlamentares de Goiás – denúncia do senador Luiz do Carmo (MDB-GO); e o um segundo protocolado pelo senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) em que acusa Kajuru de divulgar uma gravação clandestina do ex-presidente Jair Bolsonaro sobre uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que permitiu a instalação da CPI da Covid.

Randolfe Rodrigues é alvo de procedimento apresentado pelo ex-deputado Daniel Silveira. O ex-parlamentar acusa Randolfe de atentar contra a Presidência da República e a democracia em entrevistas concedidas em 2021, período em que o senador integrou a CPI da Covid.

Já Styvenson Valentim será investigado em decorrência de denúncia apresentada pela ex-deputada federal Joice Hasselmann. O senador em uma transmissão nas redes sociais, insinuou que um incidente em que Joice diz ter acordado com marcas de sangue no chão de casa foi decorrência do uso de drogas.

Leia Também - Valternir afirma que PPA Participativo deve contemplar propostas de MT no orçamento da União     

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

Comente esta notícia

icon facebook icon twitter icon instagram icon whatsapp

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 02 - JD. IMPERADOR VÁRZEA GRANDE / MT

(65) 3029-5760 | (65) 99957-5760