22 de Julho de 2024.

  • ico-capa-01-facebook.png
  • ico-capa-01-twitter.png
  • ico-capa-01-whatsapp.png

Política Quinta-feira, 10 de Agosto de 2023, 08:48 - A | A

Quinta-feira, 10 de Agosto de 2023, 08h:48 - A | A

no 2º turno

Silvinei teria determinado “policiamento direcionado” da PRF nas eleições para beneficiar Bolsonaro, diz PF

Ex-diretor-geral da PRF foi preso nessa quarta (09)

Lucione Nazareth/Fatos de Brasília

O ex-diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Silvinei Vasques, preso nessa quarta-feira (09.08), durante o Governo de Jair Bolsonaro (PL) teria transformado a corporação em uma “Polícia de Governo” com objetivo de auxiliar na reeleição do então Chefe do Executivo nas eleições de 2022. A informação consta no pedido de prisão enviado pelo delegado Flávio Vieitez Reis, ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Silvinei foi preso na Operação Constituição Cidadã que apura interferência no 2º turno das eleições de 2022. O mandado de prisão foi autorizado pelo ministro do STF, Alexandre de Moraes.

Leia Mais - Ex-diretor da PRF, Silvinei Vasques, é preso por interferência nas eleições de 2022

No pedido de prisão, o delegado Flávio Vieitez apontou indícios de crime nas operações da PRF realizado no dia 30 de outubro de 2022, e que os pontos de fiscalização do transporte foram muito maiores no Nordeste do que nas outras regiões.

Segundo Vieitez, as investigações tem como foco esclarecer os fatos, compreendendo toda a arquitetura intelectual da ação desencadeada no dia 30 de outubro sendo imprescindíveis para a comprovação da materialidade dos crimes de prevaricação e violência política, “crimes que, em uma análise contextual, não constituíram um ato isolado com o mero intuito de vitimar a lisura do sistema eleitoral brasileiro”.

“Foram uma parte de um conjunto de atos que se iniciaram ainda em 2019 com a divulgação de fake news e notícias não lastreadas, com o objetivo de desacreditar o Processo Eleitoral Brasileiro, reforçar o discurso e polarização e gerar animosidade dentro da própria sociedade brasileira, promovendo o descrédito dos Poderes da República, culminando com os notórios atos antidemocráticos do dia 08/01/2023, que seriam a execução no mundo real dos propósitos iniciados com a milícia digital em meio cibernético investigada no Inq 7..4/DF”, diz trecho do documento.

Com relação à prisão preventiva de Silvinei Vasques, o delegado destaca que muito embora seja uma medida extrema, “para maior efetividade das investigações, é de suma relevância que sejam realizadas as oitivas de servidores da PRF que estavam presentes na reunião do dia 19 de outubro de 2022 [que organização a citada operação do dia 30], os quais podem esclarecer a forma como lhes foi transferida a determinação do “policiamento direcionado”, sendo que, visando evitar uma combinação de versões.

“O ideal é que todos sejam ouvidos de forma concomitante, sendo que a manutenção do investigado [Sivinei] em liberdade pode vir a comprometer a eficácia das diligências, já que, ainda que aposentado, é muito provável que haja uma reverência de tais policiais rodoviários federais àquele diretor-geral que os indicou para as respectivas funções”, diz outro do documento.

Além disso, Flávio Vieitez acrescenta: “Ademais, um Diretor-Geral de uma Instituição Policial de Estado como é a Polícia Rodoviária Federal, com atribuições previstas no artigo 144, II, da Constituição Federal, atuar de forma a determinar um policiamento direcionado com o intuito de dificultar/impedir eleitores de votarem, e mencionar que a instituição deveria escolher um lado, indica uma atuação como Polícia de Governo, colocando interesses sociais e políticos acima dos interesses da sociedade, o que é inadmissível em um Estado Democrático de Direito”.    

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

Comente esta notícia

icon facebook icon twitter icon instagram icon whatsapp

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 02 - JD. IMPERADOR VÁRZEA GRANDE / MT

(65) 3029-5760 | (65) 99957-5760