01 de Março de 2024.

  • ico-capa-01-facebook.png
  • ico-capa-01-twitter.png
  • ico-capa-01-whatsapp.png

Geral Quarta-feira, 03 de Maio de 2023, 08:00 - A | A

Quarta-feira, 03 de Maio de 2023, 08h:00 - A | A

saúde inspira cuidados

PM afirma que Torres recebe tratamento adequado na prisão e descarta transferência para hospital penitenciário

Defesa de Torres pede liberdade alegando que atual estado de saúde psíquica inspira cuidados

Lucione Nazareth/Fatos de Brasília

A Polícia Militar do Distrito Federal encaminhou nessa terça-feira (02.05) ofício ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, descartando a necessidade de transferência do ex-ministro da Justiça, Anderson Torres, a um hospital penitenciário.

O parecer enviado pelo comandante-geral da PM do Distrito Federal, coronel Klepter Rosa, atende questionamento do ministro Alexandre de Moraes, depois da defesa de Anderson Torres argumentar que o quadro psicológico do ex-ministro inspirar cuidados.

“Seu estado de saúde psíquica inspira cuidados, sua genitora enfrenta grave doença e suas filhas atualmente necessitam de acompanhamento psicológico e psiquiátrico, mas não há pedido de clemência ou compaixão, ainda que o momento assim oportunize. Clama-se apenas por avaliação minuciosa e imparcial das circunstâncias que envolvem sua prisão”, argumentou a defesa de Torres.

No documento assinado pelo coronel Klepter Rosa, a PM afirmou que presta atendimento médico aos presos, e que as instalações “parecem adequadas para o estado atual de saúde mental” de Torres – ele está preso em uma Sala de Estado Maior no Batalhão de Aviação Operacional da Polícia Militar do Distrito Federal.

Consta do relatório, que a Gerência de Serviços de Atenção Primária Prisional, órgão vinculado à Secretaria de Saúde do Distrito Federal, afirmou que o quadro do ex-ministro exige acompanhamento frequente, mas descartou a transferência neste momento.

“As instalações do Batalhão de Aviação Operacional (BAVOP) parecem adequadas para o estado atual de saúde mental do custodiado. Entretanto, uma vez que se perceba alguma intenção para o autoextermínio, o local realmente não será adequado pois há muita privacidade, principalmente durante a noite, e múltiplos objetos dos cômodos em que se encontra podem ser usados como esse objetivo”, diz trecho do relatório.

Importante destacar que Anderson Torres foi preso em 14 de janeiro ao voltar dos Estados Unidos. Ele é investigado por omissão ou conivência com os atos de 08 de janeiro, quando centenas de pessoas invadiram e depredaram os prédios dos Três Poderes. Na época dos fatos, Torres era secretário de Segurança do Distrito Federal.

Leia Também - Naco abre procedimento para investigar deputados que teriam agido em favor do crime organizado

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

Comente esta notícia

icon facebook icon twitter icon instagram icon whatsapp

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 02 - JD. IMPERADOR VÁRZEA GRANDE / MT

(65) 3029-5760 | (65) 99957-5760