17 de Junho de 2024.

  • ico-capa-01-facebook.png
  • ico-capa-01-twitter.png
  • ico-capa-01-whatsapp.png

Geral Segunda-feira, 08 de Maio de 2023, 17:30 - A | A

Segunda-feira, 08 de Maio de 2023, 17h:30 - A | A

"brasil sorridente"

Lula retoma programa de atendimento odontológico; "Saúde bucal recupera a dignidade"

A expectativa é atender mais de 110 milhões de pessoas em todo o país

Giovanna Bitencourt/Fatos de Brasília

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sancionou, nesta segunda-feira (08.05), o Projeto de Lei 8.131/2017, que traz de volta o programa Brasil Sorridente. Durante a cerimônia no Palácio do Planalto, em Brasília, o presidente disse que a retomada do programa recupera a dignidade das pessoas.

O programa foi criado em 2004 e visa levar atendimento odontológico em lugares sem assistência e pessoas em situação de vulnerabilidade social, com acesso universal, igualitário, acompanhando aos serviços de saúde bucal pelo SUS. A expectativa é atender mais de 110 milhões de pessoas em todo o país. Cerca de R$ 136 milhões estão sendo investidos para reestruturar o programa.

“Tudo isso, para mim, é investimento. Não me fale em gasto. Tratar da saúde do povo é investimento porque um cidadão com saúde é muito mais produtivo e muito mais útil que um cidadão doente, sem força e sem qualidade para prestar o serviço que ele gostaria de prestar”, afirmou o presidente.

Ele afirmou que as pessoas gostam de ser bem tratadas, e que todos querem ter atendimento odontológico, mas não tem porque não podem. Ainda segundo Lula, o programa Brasil Sorridente irá trazer dignidade aos brasileiros, além da saúde bucal.

“A realidade é que as pessoas gostam de ser bem tratadas, mas não se tratam porque não podem. Ninguém gosta de estar banguela, de ter dentes sujos, de aparecer feio diante dos outros. E o Brasil Sorridente é uma coisa extraordinária, porque recupera não o sorriso, mas a dignidade do ser humano, o orgulho do ser humano”, afirmou.

Os brasileiros que não têm acesso a dentistas e cuidados com a saúde bucal serão atendidos com a primeira etapa da retomada do Programa.  Para isso, o Governo Federal vai incluir mais de 3 mil novas equipes de saúde bucal em 85 cidades brasileiras.

A ministra da Saúde, Nísia Trindade, disse que a falta de saúde bucal é responsável por doenças como o câncer de boca. E citou que, no Brasil, surgem mais de 12 mil casos da doença por ano, resultando em 6 mil mortes anuais. A ministra atribuiu a falta de assistência à desigualdade social.

Leia mais - Emanuel afirma que ignorar duplicação da Rodovia dos Imigrantes é travar desenvolvimento econômico de Cuiabá

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

Comente esta notícia

icon facebook icon twitter icon instagram icon whatsapp

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 02 - JD. IMPERADOR VÁRZEA GRANDE / MT

(65) 3029-5760 | (65) 99957-5760