01 de Março de 2024.

  • ico-capa-01-facebook.png
  • ico-capa-01-twitter.png
  • ico-capa-01-whatsapp.png

Senado Terça-feira, 23 de Maio de 2023, 08:05 - A | A

Terça-feira, 23 de Maio de 2023, 08h:05 - A | A

atos de invasão

Wellington aponta omissão e diz que Governo fará tudo para bloquear CPMI do 8 de janeiro

Wellington evitou acusar o Governo Lula de conivência, porém, argumentou que houve no mínimo omissão

Adriana Assunção & Kleyton/Fatos de Brasília

O senador Wellington Fagundes (PL-MT) garantiu que a Comissão Mista Parlamentar de Inquérito (CPMI) criada para investigar os atos antidemocráticos de 8 de janeiro será instalada nesta quinta-feira (25.05). A CPMI que envolve as duas Casas, Senado e Câmara Federal irá investigar os atos de invasão e depredação dos edifícios sedes do Congresso Nacional, do Palácio do Planalto e do Supremo Tribunal Federal.

Wellington afirmou que a bancada oposicionista ao Governo Lula (PT) precisou pressionar, contudo, ainda acredita que enfrentará resistências da bancada governista. “Será instalado na quinta-feira, tivemos que fazer pressão, porque o presidente da Comissão não queria instalar, o senador Esperidião Amin por ser o mais velho fez a convocação. E aí já definiu para quinta-feira instalar. É claro, que o Governo fará tudo para bloquear”, afirmou Fagundes, em entrevista à imprensa nessa segunda-feira (22.05).

Wellington evitou acusar o Governo Lula de conivência, porém, argumentou que houve no mínimo omissão, considerando que já estava instalado há oito dias no comando do Palácio do Planalto.

“O Governo já estava instalado há oito dias, nos tivemos uma transição de Governo com todos os Ministérios, mais de 60 dias, não teve nenhum problema em nenhum Ministério, assim estava também o Ministério da Defesa, todas as Forças Armadas trabalhando, como todos os outros ministérios. Agora, o Governo que está instalado há oito dias, não terá responsabilidade do que aconteceu, no mínimo houve omissão. Isso tem que ser apurado”, destacou Fagundes.

Leia também: Janaina diz que MT terá que se adaptar produção sustentável como exige o mercado internacional

Conforme informações da Agência Senado, a CMPI do 8 de janeiro terá 180 dias para investigar os atos de ação e omissão ocorridos nas sedes dos três Poderes e que culminaram na prisão de mais de 300 pessoas, entre eles o ex-secretário de segurança pública do Distrito Federal, Anderson Torres. A reunião de instalação deve ser presidida pelo senador Otto Alencar (PSD-BA), parlamentar de maior idade entre os integrantes.

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

Comente esta notícia

icon facebook icon twitter icon instagram icon whatsapp

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 02 - JD. IMPERADOR VÁRZEA GRANDE / MT

(65) 3029-5760 | (65) 99957-5760