17 de Maio de 2024.

  • ico-capa-01-facebook.png
  • ico-capa-01-twitter.png
  • ico-capa-01-whatsapp.png

Política Quarta-feira, 02 de Agosto de 2023, 16:05 - A | A

Quarta-feira, 02 de Agosto de 2023, 16h:05 - A | A

Estatuto de Desarmamento

Assis critica novo decreto de armas de Lula e diz que medida tem "pretexto de vingança" contra Bolsonaro

"Agora o que não pode é arrebentar com o setor de armas no Brasil"

Angelica Gomes & Edina Araújo/Fatos de Brasília

O deputado federal Coronel Assis (União) afirmou nesta quarta-feira (02.08), em entrevista ao Fatos de Brasília, que o decreto do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) que torna mais rígido o controle de armas no país ao regulamentar o Estatuto do Desarmamento é “ilegal”, e é uma forma do Chefe do Executivo se “vingar” da gestão do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

“Eu acho que é um decreto ilegal porque tem muitas coisas que infligem o Estatuto de Desarmamento, que é a lei, que está acima do decreto. Então o decreto não pode revogar artigos ou coisas que estão especificadas ou simplificadas na lei”, declarou o parlamentar.

Segundo Assis, o decreto de desarmamento é uma forma de Lula se vingar da gestão anterior: “Para mim, foi uma forma da atual gestão do Governo Federal se vingar do acesso às armas de fogo que foi estabelecido pelo Governo anterior, o Governo Bolsonaro. Se valendo de um conjunto de narrativas, que são totalmente infundadas”, disse o deputado.

O parlamentar afirmou que Lula pode manter postura contrária ao armamento, porém, ele não pode arrebentar com o setor de armas no Brasil. “Agora o que não pode é arrebentar com o setor. São mais de um milhão de pessoas que eram empregadas em clubes de tiros, loja de caça e pesca, enfim, era um empreendimento que foi feito investimento, recolhido impostos e que hoje estão aí à beira do caos", frisou. 

Assis questionou ainda sobre medidas contra o armamento civil. “Parece que existe uma cruzada por parte do Ministério da Justiça e Segurança Pública contra o armamento civil que é um armamento registrado, um armamento que tem origem, nota fiscal e que você pagou imposto. E o armamento do vagabundo? E o armamento crime?", finalizou.

Leia também:  Beto Dois a Um diz que PSB mapeia regiões do Estado para estruturar chapas fortes nas Eleições Municipais      

Siga a página do VGNotícias no Facebook e fique atualizado sobre as notícias em primeira mão (CLIQUE AQUI).

Entre no grupo do VGNotícias no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).   

Comente esta notícia

icon facebook icon twitter icon instagram icon whatsapp

RUA CARLOS CASTILHO, Nº 50 - SALA 02 - JD. IMPERADOR VÁRZEA GRANDE / MT

(65) 3029-5760 | (65) 99957-5760